Já vos falei de várias coisas relacionadas com séries. Séries que não deviam ter sido canceladas, séries que eu andava a ver. Tudo e mais alguma coisa.

Mas há uma coisa que ainda não vos tinha dito e que, para mim, foi (e ainda é) bem marcante. Falo das séries da minha infância.
Afinal, quem não amava acordar mais cedo para ver os desenhos animados favoritos? Eu sei que o adorava fazer. Aliás, mais que adorava. Era a louca de acordar às 7 da manhã só para ver os desenhos animados eheh

A Carrinha Mágica

A-carrinha-magica_South-Carolina-ETV
Ok! Este é um clássico, de certeza.
Quem for da década de 80 e 90 conhece perfeitamente a maravilhosa professora Frizadinha que ia com os seus alunos em visitas de estudo inesquecíveis. Inesquecíveis, mesmo.

Com a ajuda da fantástica Carrinha Mágica, eles iam ao fundo do oceano, para dentro do corpo humano, ao sistema solar. Era uma maravilha.

Eu devia ter uns 3/4 anos quando comecei a ver esta série e cada vez que dava um episódio, só me faltava saltar para a televisão.

Doraemon

Doraemon, El gato cosmico! Sim, em espanhol porque ainda hoje tenho a certeza que os desenhos animados que eu via eram em espanhol ahah

Não me perguntem porquê, mas é a ideia que eu tenho…

Enfim… Doraemon também deve ser conhecido de muitos de vocês. Um gato especial que veio do futuro e tem no seu bolso TUDO E MAIS ALGUMA COISA!
Esta série era a minha favorita quando dava. Adorava o Nobita e a sua maneira de ser meio desajeitada e claro, o próprio Doraemon que queria roubar para mim.

Para além disso, outra coisa que me lembro desta série são os bolinhos que o Doraemon comia sempre. Fazia-me lembrar aquelas “sandwiches” da Nesquik mas melhores ahah (depois vim a descobrir que são algo típico do Japão e que não têm nada de chocolate. #infânciaarruinada)

Topo Gigio

A série que eu guardo com mais carinho.
Confesso que não me lembro muito bem da história em si, mas ainda hoje recordo o Topo Gigio com muita nostalgia. Eu devia ser mesmo muito pequenina quando via isto e a coisa que mais me lembro desta altura era de querer ter um Topo Gigio. Mas um Topo Gigio igual àquele; que falasse, com a voz fofinha que ele tinha e com aquelas orelhinhas fofinhas. E claro, pô-lo numa caixinha à beira da minha cama.


Navegantes da Lua

Mais um desenho animado que não precisa de apresentações e mais uma série que marcou muito a minha infância. Talvez até demais ahah
Eu passo a explicar… Houve uma altura em que eu e as minha amigas tínhamos a mania que queríamos ser uma espécie das navegantes da lua e andávamos a tentar fazer o bem. Parar lutas e assim. Sim, eu sei. Levávamos as coisas ao extremo, mas ao menos eram coisas boas x)
Voltando à série em si, era fantástica porque acabava por ser diferente do resto. Afinal, quem não queria ser uma menina forte e determinada? Com modelos assim era mais fácil 🙂

Já para não falar nos gatinhos que era adoráveis.

Sítio do Picapau Amarelo

Confesso que já me tinha esquecido que via esta série, mas mal dei de caras com ela, foi impossível não a colocar nesta lista.
Amei-a do início ao fim. Todas as personagens eram maravilhosas e acho que não consigo escolher uma favorita. A Emília, a Dona Benta, o Quindim, o Saci e até a Cuca. Eram todos realmente fantásticos e as histórias igualmente fantásticas.
Já para não falar que qualquer criança queria que a sua boneca falasse, certo?


Sabrina, a Bruxinha Adolescente

A primeira série mais “a sério” que eu vi e mais uma série que eu levava um bocadinho a sério demais.

Sabem era com o Harry Potter onde toda a gente queria que chegasse a carta para irem para Hogwarts? Pronto, eu era exactamente assim com a Sabrina.
Lembro-me que apontava para as coisas para ver se alguma coisa acontecia e tudo. E o “pior” é que tinha apenas uns 4 anos quando a série começou. Sim, imaginação demasiado fértil a minha ahah

Mas confessem lá… Quem não queria umas tias e um gato como aqueles?

Ah! E a série marcou-me tanto que eu voltei a revê-la este ano e continua a adorá-la (a)


Avó Prudência

Tenho de vos confessar que esta não uma das séries da minha infãncia. Não é das que mais me marcou.

Mas tinha de a incluir pois é das que mais me recordo. Sabia a música toda de cor :3
Mesmo assim, era uma série que eu via sempre. Quase religiosamente. Afinal, toda a gente gosta de ver uma avózinha a combater o crime com a ajuda do seu gato e do seu neto.

Beijo do Vampiro
Ok! Não é propriamente uma série. Mas tinha de a colocar aqui.
Primeiro porque a história cativou-me imenso. Vampiros e a minha pessoa com 10 anos foi uma conjugação perfeita.
Segundo porque foi nesta novela que eu tive a minha primeira crush. E adivinhem lá por quem…
Kayky Brito, claro está.
É verdade… Com 10 anos e já sabia o que era bonito. Mas vamos concordar que com uma pessoa assim não era muito difícil ahah
 
The O.C
Para finalizar (looooongo post), trago-vos O.C.
Não foi bem uma série da minha infância, mas quase. Foi comigo desde a “infância avançada” até à minha pré-adolescência e foi das primeiras séries mais a sério que assisti.
Foi a primeira série que me cativou mesmo (dava à 1h da manhã ou coisa parecida na televisão e eu não perdia um episódio, mesmo com aulas no dia seguinte). Foi a primeira série a mostrar-me problemas reais. E foi a primeira série que me fez ficar FURIOSA. Afinal (SPOILER), a personagem principal morre no fim da terceira temporada e eu estive até às 4 da manhã para ver isso.
Mas vicissitudes à parte (eu a dar uma de fina), marcou-me tanto que neste momento estou a vê-la pela terceira vez. O que, já agora, é super estranho porque ver aquelas roupas e maquilhagens faz-nos pensar no quão velhas estamos a ficar ahah 
 
 
Quais foram as séries que marcaram a vossa infância?

Partilham alguma comigo?
Contem-me tudo nos comentários!!

Follow me on Instagram @elianarssilva and on snapchat elianasilva

Seguir:
Share: