GET TO KNOW YOUR SKIN

O cuidado com a pele é dos assuntos mais debatidos e também aquele que as pessoas mais procuram saber.
No entanto, ao contrário da maquilhagem que pode ser um pouco mais “universal”, os produtos utilizados na nossa rotina de cuidados com a pele é bem pessoal e muitas das vezes só encontramos o que nos faz realmente bem depois de imensas tentativas, mesmo que contemos com a ajuda de um dermatologista.
Eu não sou diferente. Mesmo acompanhada por um dermatologista há vários anos, ainda há coisas que ele me prescreve e a minha pele não reage bem e coisas que ele diz que é melhor não fazer e a minha pele adora.
Com todas estas “trocas”, comecei a conhecer melhor a minha pele e a perceber o que ela gosta e não gosta e é isso mesmo que vou partilhar com vocês.
Mas antes de passarmos ao que interessa, saliento desde já que o que vos vou dizer são coisas que resultam comigo. O mesmo pode não acontecer com vocês 🙂
  • A alimentação TEM um papel importante – A alimentação tem impacto em praticamente todo o nosso quotidiano. Físico, metabólico e por aí além. E claro que a pele não é excepção. Eu notei que quando comecei a ter uma alimentação mais equilibrada (e bastou-me reduzir nos fritos) que a minha pele começou a ter menos borbulhas, por exemplo. Outra coisa que afecta a minha pele se o comer em excesso, é o chocolate. Uma das coisas que o meu dermatologista me disse é que o chocolate não causa borbulhas, mas claro que tem de se ter contenção, principalmente se formos mais “sensíveis” ao açúcar.
  • Água faz toda a diferença – Sei que já devem estar fartos de ouvir isso, mas realmente faz uma diferença brutal, não só na pele mas em todo o nosso organismo. Eu confesso que não sou de beber muita água. Simplesmente esqueço-me. Mas no final do ano passado fiz um esforço para beber pelo menos 1,5l de água e foi quase imediato. A minha pele ficou logo com uma aparência bem mais saudável, com um viço diferente, mais hidratada. Enfim, só coisas boas!
  • Produtos fortes nem sempre são a melhor opção – Quando comecei a querer tratar as borbulhas e oleosidades, os produtos aconselhados para a pele acneica e oleosa eram (e são) muito à base de ácidos, álcool e produtos mais fortes para “secar”. No entanto, com o tempo fui percebendo que a minha pele não reage bem a isso no dia-a-dia. Mesmo máscaras mais específicas, como a argila, acabaram por não se mostrar boas aliadas na minha pele. Isto porque com as borbulhas já inflamadas, os produtos que eu usava estavam a agredir ainda mais a pele e tornava-se quase um ciclo. Assim, hoje, embora esteja a usar um creme bem forte, quando vejo que tenho mais borbulhas, opto por algo mais hidratante ou então mais gentil – como o Effaclar DUO da La Roch-Posay – e tem resultado lindamente.
Estas são apenas algumas das dicas que eu fui percebendo ao longo do tempo.
Vocês têm alguma para partilhar?
Contem-me tudo nos comentários *

Follow me on Instagram @elianarssilva and on snapchat elianasilva

Share:
  • Eu posso dizer que tenho uma pele boa – apesar de nem sempre ter os melhores cuidados com a mesma… masssssss volta e meia aparece-me um daqueles borbulhões gigantes ao lado dos lábios/queixo… mesmo feios e grandes! Eu sei que tem a ver com as hormonas que já li sobre isso. Obrigada pelas dicas!

    Ana, A Policromia
    A Policromia no Facebook

  • Essas borbulhas não dão descanso a ninguém, Um bom produto para as secar ajuda bastante 🙂

    Beijinhos*