WHAT NOT WEARING MAKEUP FOR A DAY HAS TAUGHT ME

Este post está nos meus rascunhos há mais de um ano. Pode querer dizer muita coisa…
 
Já vi vários posts deste género pela internet onde as pessoas não usavam maquilhagem durante uma semana ou mais e no fim sentiam-se muito melhor, mais confiantes e “livres”.
Comigo, o caso foi diferente, embora só o tenho feito durante um dia.
 
Normalmente uso sempre maquilhagem. Por muito leve que seja, há sempre alguma coisa. O facto de ser super self conscious acerca da minha pele tornou-me um bocado escrava da maquilhagem. Não me interpretem mal, eu amo usar maquilhagem, mas às vezes não me importava nada de me sentir bem sem ela.
 
O ano passado tive uma avaliação de pele e, como é lógico, fui sem maquilhagem. Vá… Não fui 100% sem maquilhagem. As sobrancelhas e umas false eyelashes estavam lá. Hey, não pode ser assim tão drástico e se pensarmos que há pessoas que fazem micro pigmentação nas sobrancelhas e usam extensões de pestanas, podemos considerar que estava makeup free, right?
Não posso dizer que passei o pior dia da minha vida em termos de auto confiança, lógico que não. Mas estava sempre a ver até que ponto as pessoas olhavam (e a pensar que toda a gente estava a olhar e reparar naquela marquita milimétrica de uma borbulhita que me apareceu, ou nos poros dilatados e afins).
Agradeço aos anos que tive acne e à minha constante batalha com as “sequelas”. Além disso, todos temos algo que não gostamos em nós e se, com maquilhagem eu tento escondê-los, sem ela eu sei que estão mais expostos que nunca. Neste momento, são raras as borbulhas que tenho, e as que aparecem sei que são minha culpa, já que vêm da alimentação. Mas as marcas e os poros fazem com que a relação com a minha pele não seja a melhor.
 
Se aprendi alguma coisa é que não há problema algum em não nos sentirmos tão “perfeitos” sem maquilhagem. Mas que ela não nos define de maneira alguma.
Mas que também não é crime sentirmo-nos bem com maquilhagem e por isso querermos usá-la todos os dias.
Mais que isso, e provavelmente não o melhor de tudo, há coisas que estão tão entranhadas em nós que não adianta. Vão ser sempre o nosso calcanhar de Aquiles e aquilo para onde vamos olhar em primeiro lugar. É assim comigo e sei que vai ser difícil mudar.
 
Mas também, e agora sim super importante, que não usar maquilhagem, tal como usar, é um hábito. Por muito que por vezes me lembrasse que não estava maquilhada, 90% das vezes nem me lembrava e estava bem.
 
No final, devemos fazer sempre aquilo que nos faz sentir bem, mas tentar sair da zona de conforto é super bom. É um caminho, mas acho que se chega lá.

Follow me on Instagram @elianarssilva and on snapchat elianasilva

Share: